Sahifa fully responsive WordPress News, Magazine, Newspaper, and blog ThemeForest one of the most versatile website themes in the world.
Maria Lúcia é Gente de Casa. Da Santa Casa!
23 de abril de 2020
Saiba mais sobre Fibromialgia; causas, sintomas, diagnóstico e tratamento
29 de abril de 2020
Veja mais

Coronavírus: perguntas e respostas

O que é coronavírus (COVID-19)?
Os coronavírus causam infecções respiratórias em seres humanos e em animais. Geralmente, são doenças respiratórias leves a moderadas, semelhantes a um resfriado comum. Já o novo coronavírus é uma nova cepa do vírus (2019-nCoV) que foi notificada em humanos pela primeira vez na cidade de Wuhan, na província de Hubei, na China.
Como nunca tivemos contato com o vírus antes, não temos imunidade.

Como é transmitido?
A transmissão acontece de uma pessoa doente para outra ou por contato próximo, por meio de:
– Gotículas de saliva
– Objetos ou superfícies contaminadas, como celulares, mesas, maçanetas, brinquedos, teclados de computador etc.
– Espirro
– Tosse
– Catarro
– Aperto de mãos (principal forma de contágio)

Quais são os sintomas?
Os sintomas mais comuns são febre, tosse, dificuldade para respirar, alguns sintomas gripais e alguns pacientes apresentam um quadro de inapetência (diminuição ou perda do apetite).

A pessoa pode transmitir o coronavírus mesmo sem apresentar sintoma?
Sim. Pelos dados apresentados até momento, o período de incubação do vírus pode variar de dois a 14 dias. Durante esse tempo, o vírus tem capacidade de transmissão. Por isso, é importante adotar medidas gerais, como lavar as mãos com frequência e não compartilhar objetos de uso pessoal.

Estou com sintomas de gripe. O que devo fazer?
Se você está com sintomas de gripe, fique em casa por 14 dias e siga as orientações do Ministério da Saúde para o isolamento domiciliar. Só procure um hospital de referência se estiver com falta de ar.

Há um caso de coronavírus confirmado na minha casa. Como fazer o isolamento domiciliar?
Pessoas com diagnóstico confirmado de coronavírus precisam ficar em isolamento domiciliar.
Veja como proteger sua família:
– A distância mínima entre o paciente e os demais moradores é de 1 metro.
– No quarto usado para o isolamento, mantenha as janelas abertas para circulação do ar, a porta fechada durante todo o isolamento e limpe a maçaneta frequentemente com álcool 70% ou água sanitária
Atenção: Em casas com apenas um quarto, os demais moradores devem dormir na sala, longe do paciente infectado.
Itens que precisam ser separados:
– O lixo produzido pelo paciente contaminado precisa ser separado e descartado.
– Toalhas de banho, garfos, facas, colheres, copos e outros objetos usados pelo paciente.
– Sofás e cadeiras também não podem ser compartilhados.
– Os móveis da casa precisam ser limpos frequentemente com água sanitária ou álcool 70%

Condutas para a pessoa contaminada:
– Utilize máscara o tempo todo inclusive se for preciso cozinhar.
– Depois de usar o banheiro, nunca deixe de lavar as mãos com água e sabão e sempre limpe vaso, pia e demais superfícies com álcool ou água sanitária para desinfecção do ambiente.

Condutas de todos os moradores:
Se uma pessoa da casa tiver diagnóstico positivo, todos os moradores ficam em isolamento por 14 dias também. Caso outro familiar da casa também inicie os sintomas leves, ele deve reiniciar o isolamento de 14 dias. Se os sintomas forem graves, como dificuldade para respirar, ele deve procurar orientação médica.

Como se proteger?
– Lave com frequência as mãos até a altura dos punhos, com água e sabão, ou então higienize com álcool em gel 70%.
– Ao tossir ou espirrar, cubra nariz e boca com lenço ou com o braço, e não com as mãos.
– Evite tocar olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas. Ao tocar, lave sempre as mãos como já indicado.
– Mantenha uma distância mínima de cerca de 2 metros de qualquer pessoa tossindo ou espirrando.
– Evite abraços, beijos e apertos de mãos. Adote um comportamento amigável sem contato físico, mas sempre com um sorriso no rosto.
– Higienize com frequência o celular e os brinquedos das crianças.
– Não compartilhe objetos de uso pessoal, como talheres, toalhas, pratos e copos.
– Mantenha os ambientes limpos e bem ventilados.
– Se estiver doente, evite contato físico com outras pessoas, principalmente idosos e doentes crônicos, e fique em casa até melhorar.
– Durma bem e tenha uma alimentação saudável.

Quem corre mais risco?
Pessoas acima dos 60 anos e aquelas com doenças crônicas, como diabetes e doenças cardiovasculares. Esse público não deve viajar nem frequentar cinemas, shopping, shows e outros locais com aglomerações. A orientação é FICAR EM CASA. Caso utilize medicamento de uso contínuo, entre em contato com seu médico ou peça para algum familiar ir até o posto de saúde para buscar uma receita com validade ampliada, principalmente no período de outono e inverno. Isso reduz o trânsito desnecessário nos postos de saúde e farmácias.

Já existe tratamento contra o coronavírus (COVID-19)?
Não há tratamento específico. Os médicos tratam os sintomas para evitar o agravamento da doença e reduzir o desconforto. O Ministério da Saúde criou um protocolo para o uso dos medicamentos cloroquina e hidroxicloroquina para pacientes internados com casos graves de coronavírus. Isso mesmo, só para pacientes graves internados. Tanto a cloroquina quanto a hidroxicloroquina não são indicadas para prevenir a doença e nem tratar casos leves. O Ministério da Saúde alerta sobre os riscos da automedicação. Por ser uma doença nova, ainda não há evidências científicas suficientes que comprovem a eficácia dos medicamentos para os casos de coronavírus. Porém, há estudos promissores que demonstram o benefício do uso em pacientes graves.

Adianta tomar a vacina contra a gripe?
Não, mas evita que a pessoa tenha outros tipos de doenças respiratórias.

Há riscos maiores para grávidas?
Ainda não existem dados específicos, mas elas passam por mudanças imunológicas que podem deixá-las mais vulneráveis.

Tem algum risco em andar de táxi, metrô, trem e ônibus?
Recomenda-se evitar. Se não puder, evite horário de pico, tente manter uma distância segura de uma pessoa para outra e redobre os cuidados com a higiene.

Vitaminas D e C ou água com limão previnem o coronavírus (COVID-19)?
Nenhuma delas. Não existe vitamina, terapia alternativa ou remédio licenciado capaz de evitar o contágio ou tratar a doença.

Animais de estimação transmitem coronavírus (COVID-19)?
Ainda não existem evidências nesse sentido.

A informação é a melhor forma de prevenção.
Só faça compras essenciais e fora do horário de pico.
Respeite o próximo.